Secure Shell

Segundo dados do Breach Level Index, a cada segundo ocorrem 42 roubos de dados na internet. Mais da metade das violações (52,64%) se refere ao furto de dados de acesso financeiro. O segundo motivo para ataques é o roubo de identidade (32,45%). Destes ataques 72,64% aconteceram através de acessos externos.

Para manter seus dados protegidos quando realizar o acesso remoto ao seu servidor e evitar que suas informações sejam interceptadas, você deve utilizar uma ferramenta que possa garantir a sua segurança.

Secure Shell (SSH) na RedeHost

Desenvolvido por Tatu Ylonen em 1995, o Secure Shel (SSH) é uma ferramenta que permite acessar remotamente máquinas Linux de forma bastante segura. Ela faz uso de criptografia para criar um túnel seguro, no qual as informações podem ser transmitidas.

Secure Shell (SSH)

A segurança acontece por meio de duas chaves assimétricas: a chave pública é responsável por encriptar as informações que serão transmitidas, enquanto a chave privada desencripta os dados. A grande vantagem do SSH é que apenas a chave privada permite recuperar as informações que foram encriptadas.

Secure Shell (SSH)

Comandos do SSH

O SSH se apresenta como uma alternativa para quem deseja realizar remotamente tarefas administrativas, como alterar e configurar aplicações, realizar atualizações de segurança, instalação de serviços e manipulação de arquivos do servidor de forma mais segura. Dentre os principais comandos do SSH que você pode utilizar estão:

DESCRIÇÃO COMANDO
Criar pastas mkdir
Listar arquivos e diretórios ls
Listar arquivos e diretórios de forma detalhada ll
Remover arquivos e pastas rm
Copiar arquivos e pastas cp
Mover ou renomear arquivos mv
Controle de versão git
Compactar e descompactar arquivos gzip
Compactar e descompactar arquivos tar
Compactar arquivos e pastas zip
Descompactar arquivos e pastas unzip
Verificar o espaço em disco du -sh

Acesso ao SSH com troca de chaves

O SSH possibilita uma comunicação segura entre máquina x servidor através de suas chaves de encriptação. Como segurança nunca é demais, aqui na RedeHost, todos os acessos ao Secure Shell são feitos através de troca de chaves. O cliente gera uma chave local e importa essa key no servidor. A partir desse momento, todos os acessos serão por meio dessa chave.

Gerando a chave de SSH

Confira um tutorial que irá auxiliar você a gerar a chave de acesso ao Secure Shell:

Execute o comando ssh-keygen
Secure Shell (SSH)

Informe o local para salvar a chave ou mantenha o padrão e apenas pressione Enter.
Secure Shell (SSH)

Se já existe uma chave no local indicado, informe o Y e pressione Enter para sobrescrever.
Secure Shell (SSH)

Informe uma senha para esta chave e confirme a senha ou pressione Enter duas vezes para criar a chave sem uma senha.
Secure Shell (SSH)
Pronto, a chave pública foi criada no arquivo indicado, copie a mesma e cole em seu painel para finalizar a configuração da conexão SSH.
Secure Shell (SSH)

SSH no Windows

Como o Secure Shell é um sistema Unix (Linux), para acessá-lo no Windows é preciso instalar um software que emule o SHH. O cliente SSH Windows mais usado é o Putty.

Você pode fazer o download do Putty.exe aqui.

Se ficou com alguma dúvida ou deseja auxílio para configurar o SSH, contate nosso atendimento ninja. 🙂

Secure Shell (SSH)

Comente este post