hospedagem compartilhada

Entre uma série de upgrades realizados na RedeHost nos últimos meses, o foco na última semana foi o ambiente de hospedagem compartilhada, que além de melhorias na entregabilidade de emails e aperfeiçoamento de features, teve novas implementações. Uma das principais foi o lançamento do PHP 7, a nova versão de uma das linguagens mais utilizadas por desenvolvedores web.

melhorias-hospedagem-compartilhada

PHP 7 e outras versões

A partir de agora, estão disponíveis nos planos de hospedagem Linux as versões 5.5, 5.6 e 7 do PHP. Além das extensões nativas de cada versão, você pode conferir aqui as extensões disponibilizadas pela RedeHost, com destaque para os frameworks Phalcon e Zend. Todos os novos clientes recebem liberação para a versão 5.6, e podem mudar para outras, caso desejem, assim como os clientes atuais, que também podem fazer o procedimento em seu painel de controle.

Desde seu lançamento em 2004, o PHP 5 teve diversas atualizações, sendo a 5.6 a última delas. Ao partir para a versão 6.0, que tinha como objetivo maior implementar o suporte a Unicode nas strings do PHP, os diversos problemas ocasionados por essa alteração e o fato dessa própria versão já estar sendo utilizada por algumas comunidades, culminou no “pulo” para a versão 7.

O PHP 7 traz diversas mudanças pequenas na linguagem e também novos operadores e novas funções (além de mudanças nas funções e construtores já existentes). Uma das melhorias mais significativas da nova versão é a performance, que chega a ser até duas vezes mais rápida do que o PHP 5, graças, principalmente, a otimização da utilização de memória. Outras tantas novas funcionalidades do PHP 7 podem ser citadas, como a implantação de uma árvore de sintaxe abstrata, erros fatais convertidos em exceções, melhorias na própria hierarquia de exceções e o consistente suporte 64-bits.

ModSecurity: atualização de regras

Outra melhoria realizada foi a atualização, também dentro da hospedagem compartilhada Linux, das regras do ModSecurity, engine de detecção e prevenção contra ataques em aplicações web (XSS, Cross Site Scripting, SQL Injection, entre outros). Ainda que possa deixar seu site vulnerável, o usuário que não quiser utilizar o módulo, agora pode desabilitá-lo diremente pelo painel. Além disso, as regras do ModSecurity também foram atualizadas em todos os principais CMS disponíveis na RedeHost.

banner-blog-hospedagem

Comente este post