Identidade visual

Não há dúvida de que um bom logotipo é essencial para representar a personalidade de uma marca. Porém, se você deseja causar impacto com a identidade visual de sua empresa, é importante pensar além do logo.

É comum que a criação dessa peça de design seja a primeira preocupação dos empreendedores quando se trata de conceituar visualmente um negócio. Afinal, a escolha de formas, cores e estilo do seu logotipo deve traduzir uma série de ideias — e, de preferência, condensá-las de forma simples, clara e que promova reconhecimento imediato.

Cada uma dessas decisões têm influência direta na percepção que seus clientes e até seus concorrentes têm sobre sua marca. Por isso, não estamos dizendo que você deve pular essa etapa ou deixar de se preocupar com o desenvolvimento de um logo incrível para seu empreendimento.

Só queremos ajudar com dicas para você dar aquele upgrade que pode tornar a interação com seu público muito mais eficiente!

Mas antes vamos desvendar quais os principais elementos para construir uma imagem de empresa que facilite sua identificação, tenha um visual memorável e ganhe destaque em suas ações de marketing, na web e nas redes sociais.

Identidade visual — Guia prático

Look&Feel é uma expressão em inglês muito usada em publicidade para quando se pretende desenvolver uma identidade visual. Em português, isso seria equivalente a “visual e sensação” — uma boa tradução para o que se busca aprimorar com os elementos que vamos ver agora.

Embora esse processo seja muito importante, ele não tem nada de complicado. E você ainda pode contar com plataformas de design online, como o Canva, para facilitar sua criação e garantir que cada peça produzida esteja de acordo com o Look&Feel desejado.

Então, encare cada um desses elementos com uma oportunidade de melhorar a forma com que sua empresa é percebida e, principalmente, elevar a sua visibilidade e reputação.

Logotipo

Sim, vamos além do logotipo, mas de forma alguma pretendemos deixá-lo de lado: ele é essencial.

Se você ainda não tem um logotipo que identifique o seu negócio, dedique um tempinho para determinar os conceitos que deseja transmitir neste design.

Tenha em mente que ele deve ser atraente e refletir o perfil da sua empresa.

Além disso, para que seu logotipo seja lembrado e reconhecido, é ideal que ele seja inédito. Mas não se preocupe: mesmo que você não seja um designer profissional, pode personalizar modelos gratuitos de logo em plataformas online de edição.

Cores

A cor é um poderoso elemento de inspiração. Basta pensar no contraste de sensações causadas nos dias cinzentos ou ensolarados para entender como o uso geral das cores pode fazer a diferença no Look&Feel!

No entanto, não esqueça que essa escolha também deve ir além do logo.

O melhor é definir uma paleta de cores específicas para amarrar bem o visual de sua comunicação — e isso não quer dizer que você tenha que lidar com tabelas complicadas e códigos em HTML.

Na hora de escolher os tons que vão compor seu material de comunicação visual, vale a pena recorrer a alguns dos segredos aplicados por bons designers: procurar inspirações na internet e na natureza, além de se limitar a 3 ou 4 cores.

Tipografia

Assim como acontece com as cores, é importante selecionar as fontes adequadas para transmitir suas ideias. Sim, fontes no plural mesmo: você precisa aprender a combiná-las.

De nada adianta arrasar na escolha da fonte principal e depois aplicar outra qualquer no corpo do texto. Sua decisão deve abranger todas as possibilidades de fontes para que elas ‘conversem’ entre si e também com todo o conjunto visual que identifica sua empresa.

Mas calma que essa combinação de fontes também é algo que as boas plataformas de design resolvem para você. E, em geral, você pode ver uma prévia do estilo de composição para checar se o visual passa a sensação que você pretende.

Elementos Gráficos

Isso envolve as fotos, ilustrações e ícones como setas, botões… a lista do que você pode considerar como elemento gráfico é enorme.

Então, tome cuidado com a harmonia: tudo que for aplicado em seus designs deve estar em sintonia com a narrativa visual escolhida para representar a sua empresa.

Independente da ferramenta de edição que você escolher, priorize elementos em alta qualidade, com boa iluminação e resolução.

Formas e Padrões

Molduras, bordas e recortes também ajudam muito na criação da atmosfera ideal para você apresentar sua empresa e causar a impressão desejada.

Você também pode evocar emoções com o uso de texturas e efeitos, como simplesmente dar um toque de brilho na imagem.

A influência de tudo isso na percepção do seu design é tão forte quanto a que você pode conseguir com as cores.

Estilo de Comunicação

Assim como você precisa definir qual será a voz da empresa nos textos para o seu site, as suas campanhas de email e as postagens em redes sociais, também é imprescindível encontrar o tom certo para o visual.

Pense em como o som e as imagens se complementam para provocar reações em um filme. Você não usaria uma trilha de suspense para uma cena romântica, certo?

Assim, é importante afinar o estilo de sua comunicação, com uma identidade visual coerente com a voz adotada.

Agora que você conhece melhor o efeito de cada um desses elementos, dá para trabalhá-los de forma mais intuitiva na hora de criar seus designs. Lembre-se sempre de manter o olhar apurado e dosar a sensibilidade em suas interferências no humor e percepção geral das imagens.

Estratégias para aprimorar a identidade visual de sua empresa

Para trabalhar sua imagem de empresa com mais autonomia, assertividade e rapidez, aproveite os recursos avançados oferecidos gratuitamente por plataformas de design online. Eles são acessíveis para empresas de todos os tamanhos e não é necessário ser designer para criar materiais de alta qualidade.

Estas são as principais dicas para você conseguir um resultado profissional e valorizar a identidade visual de sua empresa:

  1. Faça uma análise criativa de tudo que possa traduzir visualmente o conceito da empresa e seu estilo de comunicação: logotipo, paleta de cores, variações de fontes e também fotos, filtros, ilustrações, grafismos etc.
  2. Afine essas ideias pensando na persona com a qual a empresa procura se conectar: como deseja que ela identifique sua marca, que diferenciais podem ser interessantes ressaltar, o que pode destacar seu empreendimento da concorrência.
  3. Assim que você selecionar o que entrará na composição da imagem da empresa, desenvolva seu próprio guia de estilo e monte um kit com todos os elementos visuais.
  4. Um dos recursos mais certeiros para uso profissional é a possibilidade de customizar modelos prontos. Isso facilita a visualização, tornando a escolha mais intuitiva. Depois é só personalizar para que tudo fique consistente com sua identidade visual.
  5. Para facilitar sua vida, é interessante concentrar todos os possíveis elementos gráficos em um só local — na nuvem, em uma pasta em seu computador ou dentro da própria plataforma de design para manter seu kit de marca atualizado e sempre à mão.
  6. Importante: o ideal é criar versões de seu logotipo em fundo transparente para não ter que se preocupar nem um pingo na hora de encaixá-lo em algum design.
  7. Depois de desenvolver um design bacana, com todos os elementos desejados em harmonia, não perca tempo fazendo adaptações para cada tipo de material. Use uma ferramenta para automatizar essa parte trabalhosa do redimensionamento de materiais.

Comece agora mesmo!

Ao se lançar no mundo do empreendedorismo, você logo aprende que as oportunidades não devem ser desperdiçadas. Então pense nas vantagens de implementar o que você aprendeu aqui e coloque a mão na massa o quanto antes.

Explore os diversos recursos visuais e os atalhos disponíveis online para aprimorar a identidade visual de sua empresa. Assim é possível impactar seu público e ampliar o destaque de toda a sua comunicação… muito além do logo!